Eleitores pedem que líder militar concorra à presidência

Um grupo de advogados e ex-oficiais do exército do Egito lançou uma campanha para recolher assinaturas pedindo que o atual líder militar do país concorra à presidência, apenas dois meses da deposição de Mohammed Morsi, líder da Irmandade Muçulmana.

AE, Agência Estado

16 de setembro de 2013 | 21h29

Organizada pelo juiz Rifai Nasrallah, o objetivo da ação é fazer com que o chefe do Exército do Egito, general Abdel-Fattah el-Sissi, ceda á vontade popular e concorra ao comando egípcio. O movimento pretende recolher mais de 30 milhões de assinaturas. As eleições presidenciais devem ocorrer no início de 2014. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
egitomilitareseleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.