Em 24 horas são encontrados 40 corpos em Bagdá

Pelo menos 15 corpos com sinais de tortura foram encontrados nesta terça-feira na região oeste de Bagdá, o que eleva para cerca de 40 os corpos em circunstâncias similares localizados nas últimas 24 horas na capital iraquiana, informou a polícia. Os 15 corpos estavam dentro de uma caminhonete estacionada na estrada que une os bairros sunitas de Al Jadraá e Al Ghazaliya, disse o capitão da polícia Ahmed Abdallah. O oficial explicou que os corpos, todos com sinais de tortura, com os olhos vendados e as mãos atadas às costas, foram levados a um hospital para posterior identificação. Os outros corpos foram encontrados anteriormente em áreas sunitas e xiitas de Bagdá, após os atentados do último domingo no bairro xiita de Al Sadr, que deixaram mais de 50 mortos. Guerra civil O presidente iraquiano, o curdo Jalal Talabani, advertiu que o país sofre a ameaça de uma guerra civil devido à violência sectária deflagrada após o atentado de 22 de fevereiro contra um santuário xiita em Samara, ao norte de Bagdá. Centenas de pessoas foram mortas desde então em ações de violência sectária. Dezenas de mesquitas sunitas foram atacadas. Talabani pediu aos líderes dos diferentes grupos políticos iraquianos vencedores das eleições de dezembro passado que acelerem a formação de um novo governo no país "para acabar com o fantasma de uma guerra civil".

Agencia Estado,

14 Março 2006 | 06h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.