Em aparição na TV, Netanyahu defende ofensiva de Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, usou os veículos de comunicação dos EUA neste domingo para tentar defender que a resposta de Israel aos ataques do Hamas era razoável e proporcional.

AE, Agência Estado

20 Julho 2014 | 12h41

Em várias aparições em telejornais televisivos, incluindo a CNN, neste domingo, Netanyahu disse que "vamos parar as nossas operações quando pudermos trazer de volta tranquilidade para o nosso povo". "Eu apoio tomar quaisquer medidas necessárias para impedir essa situação insana. Ninguém quer ir para limites militares excessivas, mas o que está acontecendo aqui é excessivo".

O premiê ressaltou a existência dos "túneis de terroristas" que o Hamas construiu para tentar chegar em Israel e ir atrás de israelenses. Benjamin Netanyahu também pediu a desmilitarização de Gaza, descrevendo-a como "uma fortaleza financiada pelo Irã e equipada de terror". Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
israelgazaNetanyahu

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.