Em assembleia, Karzai defende pacto com EUA

O presidente do Afeganistão, Hamid Karzai (foto), defendeu ontem perante 2 mil líderes tribais e políticos reunidos na Loya Jirga (assembleia) um pacto estratégico e de longo prazo com os EUA, mas destacou que esse acordo inclui condições. Ele disse que os EUA devem encerrar suas operações contra civis e não podem prender afegãos e mantê-los em suas prisões. "Queremos nossa soberania, queremos ter estabilidade e uma relação independente com os EUA", disse. A retirada das forças estrangeiras será concluída até o final de 2014.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.