Alberto Pizzoli/AFP
Alberto Pizzoli/AFP

Em Cannes, diretor egípcio diz que não quer seu filme em Israel

Nasrallah argumentou que, enquanto seu povo 'tentou rever algumas de suas posições, isso não ocorreu por parte de Israel'

estadão.com.br,

17 Maio 2012 | 17h07

CANNES - O egípcio Yousry Nasrallah, diretor do filme "Depois da Batalha", que compete no 65º Festival de Cinema de Cannes, afirmou nesta quinta-feira, 17, que não quer que seu filme seja exibido em Israel, "pelo menos até que os israelenses tratem melhor os palestinos nos territórios ocupados".

A declaração foi dada depois que um jornalista israelense o questionou se a produção seria distribuída em seu país.

A resposta mereceu alguns aplausos na sala onde a coletiva de imprensa era realizada, o que mereceu outra intervenção de Nasrallah: "Por que vocês aplaudem? Não tenho nada contra Israel, inclusive tenho amigos israelenses como Amos Gitai, mas enquanto o meu povo tentou rever algumas de suas posições, isso não ocorreu por parte de Israel".

 

 

Veja o vídeo:  

 

 

Com Ansa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.