Em Copenhague, China elogia textos sobre clima

Os textos preliminares apresentados na conferência das Nações Unidas sobre o clima, em Copenhague, são um avanço positivo das negociações para um acordo de combate ao aquecimento global, disse o principal negociador do lado chinês no encontro, Su Wei. "Os textos preliminares lançaram fundamentos sólidos para consulta nos próximos dias e também para um resultado positivo ao final da conferência", afirmou, durante entrevista coletiva concedida hoje, no sexto dia de conferência.

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

12 de dezembro de 2009 | 15h58

No entanto, segundo Wei, os países ainda terão que trabalhar duro para chegar a um acordo final na semana que vem. O documento que circulou ontem prevê o compromisso das nações industrializadas com cortes obrigatórios de suas emissões de gases de efeito estufa. Os países em desenvolvimento, incluindo grandes economias como a China, não teriam que firmar compromissos específicos, mas poderiam "tomar medidas autônomas de redução de impacto". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ambienteclimaCopenhagueChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.