Em defesa dos pandas, China retira moradores de parque nacional

Mais de 500 famílias serão retiradas de um parque nacional no sudoeste da China para dar melhores condições e vida e reprodução aos ursos pandas, preservando a espécie, informou nesta sexta-feira a agência oficial Nova China. Os administradores da reserva natural de Wolong planejam transferir os cerca de 2.400 moradores do parque para uma cidade nas imediações, disse a Nova China. Eles receberão subsídios e orientação para abrir restaurantes e outros negócios turísticos.Os cerca de 124 hectares que serão desocupados com a mudança serão transformados em bambuzais, que são a fonte de alimentação dos simpáticos mamíferos de pêlo branco e preto - cuja espécie está em risco de extinção - e onde sua valorizada pele estará mais protegida dos caçadores.Wolong, com seu terreno montanhoso e coberto de densa floresta, é o berço de cem entre os estimados mil pandas gigantes selvagens que habitam as reservas florestais da China, ao lado de outros 60 nascidos em cativeiro no criadouro do parque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.