Em dia de eleição, Fidel fala de Bush

Fidel Castro votou nas eleições municipais realizadas ontem em Cuba. Contudo, ele teve que dar seu voto no local em que permanece internado, já que continua em tratamento médico. Fidel fez uma declaração que foi lida na televisão cubana, mas que não teve a ver com o processo eleitoral (foto). Ele se dirigiu ao presidente dos EUA, George W. Bush. Pediu que ele suspendesse o embargo econômico contra Cuba e não ponha em risco o planeta: "Não ameace a humanidade com uma guerra nuclear. Os povos se defenderão e nessa fogueira todos morrerão." O líder cubano disse ainda que a participação maciça dos eleitores em Cuba era uma "resposta às ameaças de Bush". De acordo com o governo de Cuba, cerca de 95% dos 8,3 milhões de eleitores do país compareceram às urnas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.