Em dois confrontos, 97 iraquianos mortos

As tropas americanas se envolveram em diferentes combates nesta sexta-feira no Iraque. A 150 km a noroeste de Bagdá, soldados americanos atacaram o que dizem ser uma "base terrorista". Pelo menos 70 iraquianos morreram nos choques, informou o site da BBC. A ofensiva tinha como objetivo supostos integrantes do partido Baath e da antiga Guarda Republicana, além de outros "elementos subversivos", disse um porta-voz do Exército.A ação começou com um bombardeio aéreo na quinta-feira e teria continuado com uma batalha por terra. Na cidade de Balad, também ao norte do Iraque, segundo os militares americanos, tanques de patrulha dos Estados Unidos foram atacados e reagiram. De acordo com oficiais americanos, 27 iraquianos morreram. O administrador civil do Iraque, o americano Paul Bremer, culpa grupos leais ao ex-presidente Saddam Hussein pelos ataques às tropas dos EUA. Mais de 40 soldados americanos já morreram desde que o presidente George W. Bush anunciou oficialmente o fim da guerra no dia 1º de maio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.