Em dois meses, 34 refugiados palestinos morreram no Iraque

Trinta e quatro refugiados palestinos foram assassinados nos últimos dois meses no Iraque, segundo comunicado divulgado neste sábado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) no país árabe.Ao divulgar os dados em Bagdá, a porta-voz do Acnur, Jennifer Bagunis, revelou também que centenas de palestinos fugiram para a fronteira do Iraque com a Síria. Ela ressaltou que eles enfrentam precárias condições e, por isso, pediu à comunidade internacional que busque uma solução para esses refugiados."O clima é frio na fronteira", indicou o organismo internacional. "Essas pessoas vivem em tendas, e, além disso, carecem de água e alimentos suficientes".Nos últimos dias, um grupo de 73 palestinos chegou à fronteira, fugindo da violência que assola Bagdá, onde 30 de seus compatriotas foram seqüestrados na terça-feira por desconhecidos, que os libertaram horas depois.Até agora, 593 palestinos se encontram acampados na fronteira com a Síria, país que rejeita sua entrada, enquanto essas pessoas se negam a retornar a Bagdá, o que obrigou o Acnur, com a colaboração do Crescente Vermelho Iraquiano, a fornecer-lhes água, alimentos e tendas.O Movimento do Acordo Nacional do Iraque, liderado pelo ex-primeiro-ministro iraquiano Iyad Allawi, qualificou de "práticas terroristas" o que os refugiados palestinos sofrem no Iraque.Em comunicado divulgado em Bagdá, esse grupo político pediu ao governo de Nouri al-Maliki que trabalhe "para frear o assassinato e o terrorismo que afeta" os "irmãos palestinos".O Iraque acolheu dezenas de milhares de refugiados palestinos que fugiram de seus lares na Palestina em 1948, quando se fundou o Estado de Israel.O ex-presidente iraquiano Saddam Hussein não só deu refúgio aos palestinos, mas também deu a eles imóveis e uma ajuda monetária mensal. Todos esses privilégios, no entanto, foram cancelados depois da derrubada de Saddam, em março de 2003.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.