REUTERS/Kevin Lamarque
REUTERS/Kevin Lamarque

Em encontro com Obama, Netanyahu diz que Israel quer a paz

Obama, que recebeu Netanyahu no Salão Oval da Casa Branca, disse que estava ansioso para ouvir do primeiro-ministro suas opiniões sobre como reduzir a violência com os palestinos

O Estado de S. Paulo

09 de novembro de 2015 | 18h25

WASHINGTON - O primeiro-ministro israelense, Binyamin Netanyahu, afirmou nesta segunda-feira, 9, seu compromisso com uma solução de dois Estados com os palestinos para alcançar a paz no Oriente Médio, durante uma reunião com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em que os dois líderes procuraram diminuir as diferenças sobre o Irã.

Obama, que recebeu Netanyahu no Salão Oval da Casa Branca, disse que estava ansioso para ouvir do primeiro-ministro suas opiniões sobre como reduzir a violência com os palestinos, e reiterou sua posição de que Israel tem o direito de se defender.

Os dois se cumprimentaram com aperto de mãos por duas vezes. Obama afirmou que iria discutir a implementação do acordo nuclear com o Irã, o qual Netanyahu se opõe. / REUTERS

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelEUABarack Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.