SANA/AP
SANA/AP

Em entrevista, Assad diz não ver obstáculo para concorrer em eleição

Oposição síria adia reunião sobre participação em conferência de paz em Genebra

O Estado de S. Paulo,

21 de outubro de 2013 | 19h13

BEIRUTE - O presidente da Síria, Bashar Assad, disse não ver qualquer razão para não concorrer na eleição presidencial de 2014, noticiou o canal de TV Al Mayadeen nesta segunda-feira, 21.

"Pessoalmente, eu não vejo nenhum obstáculo para ser candidato nas próximas eleições presidenciais", disse Assad em uma entrevista, de acordo com a emissora. A entrevista completa deve ser exibida ainda nesta segunda-feira.

Reunião. Nesta segunda-feira, a Coalizão Nacional Síria adiou uma reunião interna para discutir e tentar chegar a uma posição comum sobre a participação na conferência de paz internacional conhecida como Genebra II. O encontro deve ocorrer no começo de novembro.

"Nossos encontros do comitê político e da assembleia geral em Istambul foram adiados para até o início de novembro", disse o membro da Coalizão Nacional Samir Nashar. O encontro do grupo estava inicialmente marcado para esta semana, contudo o grupo de países conhecido como Amigos da Síria, que apoia a revolta contra Assad, agendou uma conferência para esta terça-feira em Londres e levou ao adiamento da reunião do grupo.

A Coalizão está profundamente dividida sobre Genebra II. Um dos principais blocos da oposição, o Conselho Nacional Sírio se recusa a iniciar qualquer conversa com o regime a não ser que Assad renuncie ao cargo./ REUTERS e DOW JONES

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.