Em evento raro, papa reúne-se com clérigo ortodoxo da Rússia

O papa Bento 16 participouna sexta-feira de um raro encontro com um clérigo importante daIgreja Ortodoxa Russa em meio a esforços para tentar melhoraras relações entre os dois credos, atualmente desgastadas. Metropolitan Kirill, chefe da área de relações exterioresdo Patriarcado de Moscou, deve conversar com repórteres aindana sexta-feira. O Vaticano não divulgou detalhes sobre oencontro, ocorrido a portas fechadas. A Igreja Ortodoxa Russa separou-se da Igreja CatólicaRomana no Grande Cisma de 1054. As relações dos ortodoxosrussos com o antecessor de Bento 16, papa João Paulo 2o, sempreforam distantes. João Paulo 2o nasceu na Polônia, combateu ocomunismo e tentou, em vão, visitar a Rússia depois da queda daUnião Soviética. Desde a eleição de Bento 16, em 2005, as relaçõesmelhoraram e autoridades do Vaticano afirmaram que trabalhampara marcar um encontro do pontífice com Alexiy 2o, o patriarcarusso. Kirill afirmou recentemente ao jornal L'Osservatore Romano,da Igreja Católica, que "a época de frio é coisa do passado echegou o momento do degelo" das relações. Segundo o religioso,as duas igrejas compartilhavam as mesmas questões espirituais emorais e deveriam trabalhar juntas. Mas ainda há problemas pendentes. Kirill pediu recentementeque o Vaticano voltasse atrás em sua decisão, tomada em 2002,de criar uma nova diocese católica na Rússia, algo que osortodoxos consideram uma invasão do território da Igreja russa. (Reportagem de Phil Stewart)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.