Em imagens: Haitianos lutam contra epidemia de cólera

Pouca informação e deficiências na infraestrutura dificultam a recuperação dos atingidos pela doença.

Alessandra Corrêa, BBC

11 de janeiro de 2011 | 09h15

Desde outubro do ano passado o Haiti sofre com uma epidemia de cólera que já afetou 171 mil pessoas e deixou cerca de 3,6 mil mortos, segundo o Ministério da Saúde haitiano.

A falta de infraestrutura básica no país, destruída no terremoto de janeiro de 2010, e a situação precária em que vive boa parte da população, em favelas e acampamentos de desabrigados, ajudam a propagar a doença.

Apesar de o tratamento ser relativamente simples, ele precisa ser feito nas primeiras horas após a manifestação dos sintomas. No entanto, muitos haitianos não têm informações sobre a doença e não conseguem receber ajuda a tempo.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.