Eric Baradat/AFP e Kevin Lamarque/Reuters
Eric Baradat/AFP e Kevin Lamarque/Reuters

Em meio à crise, Biden e Trump se falam por telefone

A possibilidade de uma conversa para tratar da crise começou a ser discutida internamente na semana passada

Beatriz Bulla / Correspondente, Washington , O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2020 | 20h06

A crise sobre o coronavírus fez com que o presidente Donald Trump e o ex-vice-presidente dos EUA Joe Biden conversassem nesta segunda-feira, 6, por telefone, em um movimento pouco comum de diálogo entre dois rivais políticos que pretendem disputar a presidência neste ano.

Biden, que tem criticado a demora de Trump em adotar políticas efetivas de combate à disseminação do vírus, é o favorito para obter a indicação do Partido Democrata e desafiar o republicano nas eleições de novembro – ele aparece à frente do presidente na maioria das pesquisas.

A possibilidade de uma conversa para tratar da crise começou a ser discutida internamente na semana passada. 

Hoje, Trump publicou um tuíte com crítica a movimentos políticos de Biden. “Aliás, o que aconteceu com aquela ligação que ele disse que ele gostaria de me fazer?”, escreveu o presidente. Horas depois, os dois se falaram ao telefone.


Durante sua entrevista coletiva diária, porém, confirmou o contato por telefone, que considerou uma "maravilhosa conversa". "Ele me deu seu ponto de vista e eu entendi totalmente", disse Trump. "Fiquei contente com a ligação."

Kate Bedingfield, vice-diretora da campanha de Biden, disse que “foi uma boa conversa”. “Biden deu algumas sugestões de ações que o governo poderia tomar para combater a pandemia de coronavírus”, afirmou Bedingfield.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.