Em meio à guerra civil, baixa a dívida externa da Colômbia

Enquanto o país continua sendo castigado por uma guerra civil que já dura quase 40 anos, a dívida externa da Colômbia baixou em março, quando chegou a US$ 37,87 bilhões, segundo o Banco da República. Em dezembro de 2002, essa dívida havia atingido seu nível máximo histórico: US$ 39,88 bilhões. Mesmo assim, segundo as estatísticas oficiais, o volume da dívida em março equivale a 49,6% do Produto Interno Bruto colombiano. A maior parte da dívida externa colombiana (US$ 25, 711 bilhões) corresponde ao setor público, e a do setor privado é de US$ 12,16 bilhões, informou na quinta-feira à noite o banco oficial. Em meio à luta das forças do governo contra a guerrilha esquerdista e os paramilitares de direita, um recente estudo da Controladoria Geral da Nação mostra que a Colômbia chegou a um nível de endividamento interno e externo insustentável. Isso porque tem de destinar cerca de 36% de seu orçamento nacional para atender ao pagamento do principal e dos juros de sua dívida, enquanto teve de reduzir os investimentos em desenvolvimento econômico e social.

Agencia Estado,

04 Julho 2003 | 17h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.