Simon Dawson/Reutes
Simon Dawson/Reutes

Em meio à pandemia, príncipe Harry e Meghan se despedem de seguidores no Instagram

A partir de 31 de março, os dois não poderão mais usar os títulos de alteza real ou representar oficialmente a rainha

Redação, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2020 | 17h37

LONDRES - O príncipe Harry e sua mulher, Meghan Markle, se despediram nesta segunda-feira, 30, de seus 11 milhões de seguidores em sua conta do Instagram Sussexroyal, em uma mensagem na qual falaram sobre o flagelo do coronavírus. 

No início de sua nova vida, afastados da família real britânica, eles escreveram que "o mais importante agora é a saúde e o bem estar de todos no planeta e encontrar soluções para os muitos problemas causados pela pandemia".

"Não seremos mais vistos aqui", mas "o trabalho continua", escreveu o casal, que tenta descobrir como "contribuir da melhor maneira" para as mudanças anunciadas. "Estamos ansiosos para nos reconectar com vocês em breve", acrescentaram, sem mais detalhes. 

Depois de revigorar a monarquia britânica, o príncipe Harry, neto da rainha Elizabeth II, e sua mulher provocaram uma tempestade anunciando em janeiro que desejavam se retirar da linha de frente dos deveres da coroa.

A partir de 31 de março, não poderão mais usar os títulos de alteza real ou representar oficialmente a rainha; no entanto, poderão viver longe do rigor imposto pelas obrigações monárquicas e ganhar a vida por eles mesmos. 

Eles também tiveram de desistir do domínio "sussexroyal", que usavam até agora no Instagram e em seu site. 

Depois de passarem um tempo no Canadá, o príncipe de 35 anos e sexto na sucessão ao trono, e sua mulher de 38 anos se mudaram para a Califórnia na semana passada, onde a atriz americana tem uma grande rede de contatos e onde vive sua mãe, Doria./AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.