Em meio à tensão, eleições afegãs são encerradas

Em meio à tensão, foram encerradas hoje as eleições afegãs. O trabalho de contagem de cédulas já começou, embora os primeiros resultados oficiais estejam previstos apenas para o sábado. A tensão hoje se justifica pelas constantes ameaças e ataques do Taleban, que era contrário à realização do pleito e havia prometido atentados durante o sufrágio. A intimidação se refletiu nas urnas, com um menor comparecimento dos eleitores em Cabul, capital do Afeganistão, e no sul do país, reduto do grupo radical islâmico. Os militantes fizeram hoje lançamentos esparsos de foguetes e ataques a bomba sem grande poder de destruição.

AE-AP, Agencia Estado

20 de agosto de 2009 | 10h27

O comparecimento parecia baixo particularmente no violento sul do país. Foguetes foram lançados na região, ao mesmo tempo em que a polícia confrontava militantes no norte e também em Cabul, onde matou dois supostos extremistas suicidas. Na eleição, o atual presidente, Hamid Karzai, é favorito, mas pode haver segundo turno entre ele e seu ex-ministro de Relações Exteriores Abdullah Abdullah.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.