Em meio a tensão, premiê norte-coreano chega a Pequim

Visita acontece 20 dias antes de lançamento de satélite; Kim deve se reunir na quarta com Wen Jiabao

Efe,

17 de março de 2009 | 01h18

O primeiro-ministro norte-coreano, Kim Yong-il, chegou nesta terça-feira, 17, a Pequim em visita oficial, 20 dias antes do anunciado lançamento de um satélite que ameaça desestabilizar as relações entre as duas Coreias.

 

Veja também:

linkCoreia do Norte reabre hoje fronteira a trabalhadores do Sul

linkCoreia do Norte permite regresso parcial de sul-coreanos

linkCoreia do Sul exige que o Norte pague custos do bloqueio

lista Conheça o arsenal de mísseis norte-coreano

 

Kim chegou ao aeroporto de Pequim e deve se reunir na quarta-feira com o premiê chinês, Wen Jiabao, no Grande Palácio do Povo, conforme informaram à Agência Efe fontes da Chancelaria da China.

 

O premiê participará da cerimônia de inauguração do Ano da Amizade entre Coreia e China, que coincide com o 60º aniversário do estabelecimento de laços diplomáticos entre os dois países.

 

A visita do primeiro-ministro norte-coreano é a primeira que ele faz à China desde que assumiu a chefia de governo, em 2007.

 

A viagem gerou expectativas devido à influência do governo chinês sobre o norte-coreano, em um momento de forte tensão devido ao anúncio de Pyongyang de que lançará um satélite em abril.

 

Para a Coreia do Sul, o lançamento violaria a Resolução 1718 do Conselho de Segurança da ONU, independentemente de se tratar de um satélite de telecomunicações, como assegura Pyongyang, ou de um simples teste de um míssil de longo alcance, como temem observadores sul-coreanos.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteCoreia do SulChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.