Toru Hanai/ Reuters
Toru Hanai/ Reuters

Em meio a tensões diplomáticas, Japão nomeia novo ministro das Relações Exteriores

Em seus primeiros dias como ministro, Toshimutsu Motegi terá que lidar com representação da Coreia do Sul na OMC

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de setembro de 2019 | 04h11

Enfrentando tensões diplomáticas com alguns dos seus principais vizinhos, o Japão tem um novo ministro das Relações Exteriores. Toshimutsu Motegi foi anunciado pelo primeiro-ministro nipônico, Shinzo Abe, como o novo responsável pela pasta, e terá que equilibrar situações adversas já em seus primeiros dias no cargo.

Isto porque, nesta quarta-feira, 11, o governo da Coreia do Sul anunciou que apresentará um protesto contra o Japão na Organização Mundial de Comércio (OMC) diante de restrições "politicamente motivadas" a exportações para o mercado sul-coreano.

As restrições foram a resposta a uma série de decisões judiciais na Coreia do Sul obrigando empresas japonesas a pagar pelo trabalho forçado de cidadãos sul-coreanos durante a Segunda Guerra Mundial. Nesta crescente disputa, os dois países se retiraram de suas respectivas listas de parceiros comerciais preferenciais, e a Coreia do Sul decidiu não renovar o pacto de cooperação na área de inteligência militar.

Escolhido como novo ministro, Motegi foi uma peça-chave nas tratativas comerciais com os Estados Unidos e sua chegada à chancelaria japonesa é vista como um reforço em seu papel negociador./ (AFP)

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.