Em Moscou, Obama reitera apoio a deposto

O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou ontem que apoia a restituição do poder ao presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, ainda que ele tenha adotado medidas antiamericanas antes de ser afastado do cargo, no dia 28. "Os EUA apoiam a devolução do cargo ao presidente democraticamente eleito de Honduras, apesar de ele ter se oposto fortemente às políticas americanas", disse Obama durante visita a Moscou. "Apoiamos Zelaya não porque concordamos com ele, mas porque respeitamos o princípio universal segundo o qual as pessoas devem escolher seus líderes, quer concordemos com eles ou não."Desde o início, os EUA condenaram o golpe militar em Honduras. A Casa Branca também apoiou a suspensão do país na Organização dos Estados Americanos (OEA), na semana passada. No entanto, Obama até agora não decidiu se cancela ou não a ajuda vital que dá a Tegucigalpa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.