Em Nova York, são 5.422 os desaparecidos

O prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, informou hoje que o total de desaparecidos nos atentados do dia 11 contra as torres gêmeas do World Trade Center subiu para 5.422, com 201 corpos resgatados. Na véspera, os desaparecidos eram 5.097. Giuliani disse que já foram identificados 135 corpos.Uma equipe de elite de busca e resgate da Flórida com 72 pessoas e quatro cães que já participaram de missões na África e na Colômbia, se unirá nesta terça-feira às buscas entre os destroços dos edifícios.Apesar disso, o prefeito não mostrou muito otimismo. "(Os nova-iorquinos) devem preparar-se para a realidade de que não vamos recuperar um número significativo de gente", afirmou.Seis dias após os ataques, grande parte do comércio da área abriu as portas hoje, assim como Wall Street e a Bolsa de Nova York. Nas esquinas, policiais com fuzis semiautomáticos observavam o movimento silenciosamente.Depois de passarem por vários cartazes de desaparecidos, as pessoas que voltavam ao trabalho pela primeira vez em uma semana mostravam-se apreensivas. "Você se senta ao lado da janela e fica pensando: ´Será que vou olhar para o lado e ver um avião vindo?´", disse Jeannette Rosario a caminho do trabalho.A diretora executiva do Conselho Cultural de Manhattan, Liz Thompson, afirmou que, além de vidas, perderam-se em meio aos escombros do WTC várias obras de arte no valor total de US$ 10 milhões, como a escultura Red Stabile, de Alexander Calder, um pintura da série Entablature, de Lichtenstein, e uma tapeçaria de Miró.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.