Em novo vídeo, Zawahri chama Bush de fracassado

O número 2 da Al-Qaeda, o egípcio Ayman al-Zawahri, chamou o presidente americano George W. Bush de "fracassado" e "mentiroso" e o papa Bento XVI de "charlatão" em uma mensagem em vídeo divulgada nesta sexta-feira no site da rede de televisão Al-Jazira. "Bush, você é um mentiroso e um charlatão. Passaram-se três anos e meio (desde as prisões). E o que aconteceu conosco? Ganhamos mais força e estamos ainda mais persistentes no martírio". Zawahiri estava se referindo às prisões de membros da Al-Qaeda, como Khalid Sheik Mohammed, acusado de ser um dos coordenadores dos ataques de 11 de setembro de 2001. "Por que você não diz quantos milhões de cidadãos americanos e de seus aliados você pretende matar em busca de uma vitória imaginária e numa perseguição incansável de uma miragem para a qual você está conduzindo os filhos de seu povo, para aumentar seus lucros?", questionou."Bush, fracassado e mentiroso, porque você não tem coragem, uma vez na vida, de confrontar seu povo e contar a ele a verdade sobre suas baixas no Iraque e no Afeganistão?", acrescentou.O líder terrorista também xingou o papa no trecho que dizia: "Esse charlatão acusou o Islã de ser incompatível com a racionalidade, enquanto ele esquece que sua própria cristandade é inaceitável para uma mente sensível". Zawahri também conclamou os muçulmanos a lançarem uma guerra santa caso capacetes azuis da ONU sejam enviados a Darfur, região do Sudão onde a luta entre grupos rebeldes e milícias apoiadas pelo governo islâmico deixou mais de 200 mil pessoas mortas e 2 milhões desabrigadas. "Nação muçulmana, venha defender suas terras dos cruzados mascarados como (tropas da) ONU. Nada irá protegê-los, exceto a jihad", dizia a gravação. A Comissão Européia revelou nesta sexta-feira que seu presidente, José Manuel Barroso, e outro alto funcionário da União Européia devem ir ao Sudão neste fim de semana para tentar convencer o governo a permitir que os soldados da ONU entrem em Darfur. Uma outra mensagem de Zawahri havia sido divulgada também na Al-Jazira no último 11 de setembro, quando os atentados contra as torres gêmeas completaram cinco anos. No vídeo, gravado em árabe com legendas em inglês, Zawahri anunciou "novas ações" e ameaçou explicitamente Israel e alvos dos Estados do Golfo Pérsico que poderiam afetar a economia do Ocidente.O vídeo divulgado nesta sexta-feira tem cerca de 18 minutos de duração e é intitulado "Bush, o papa, Darfur e as cruzadas".Texto atualizado às 18h55

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.