Em Ohio, republicanos e democratas já estão na Justiça

O Partido Republicano pôs milhares de pessoas nos postos de votação de Ohio para questionar o credenciamento de eleitores, depois que uma disputa foi para a Corte Suprema horas antes de a votação começar. Os republicanos disseram que queriam monitorar a votação por temor de fraude. Mas os democratas foram à Justiça acusando o Partido Republicano de tentar impedir o comparecimento e intimidar eleitores negros. Um comitê de três juízes da 6ª Corte de Apelações derrubou as sentenças de dois juízes federais e decidiu, por 2 a 1, que a presença de observadores partidários era permitida pelas leis estaduais. A Corte Suprema não entrou no caso. Alguns republicanos comparavam os nomes de pessoas votando com listas de ausentes e de pessoas que morreram recentemente. Outras pessoas, de ambos os partidos, ajudaram eleitores a chegar a suas seções, quando estavam na seção errada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.