Em Paris, Berlusconi cita Mussolini em sua defesa

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, defendeu hoje o que ele insistiu ser seu estilo de liderança democrático, citando o ditador fascista Benito Mussolini (1883-1945).

AE, Agência Estado

27 Maio 2010 | 20h16

"Eu estou a serviço de todos e todos podem me criticar ou mesmo me insultar", disse Berlusconi, durante uma coletiva de imprensa na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), na capital francesa. A OCDE recebeu hoje a adesão de Israel, Chile, Estônia e Eslovênia.

"Eu vou me aventurar a citar uma frase de alguém que foi considerado um ditador, um grande e poderoso ditador, Benito Mussolini: ''Eles dizem que eu tenho poder. Não é verdade. Talvez tenham o poder os meus ministros, mas não sei. Eu apenas sei que posso mandar meu cavalo virar à direita ou à esquerda e ficar feliz com isso''."

O comentário de Berlusconi foi feito após ele ser questionado se as medidas econômicas de austeridade poderão ameaçar sua popularidade e prejudicar suas chances em futuras eleições. O governo da Itália anunciou cortes de 24 bilhões euros no orçamento nesta semana.

Críticos acusam Berlusconi de governar a Itália de uma maneira antidemocrática, através do controle da mídia, e ao forçar a aprovação de leis que o protegem. As informações são da Dow Jones e da Agência Ansa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.