Em pronunciamento à nação, rei da Espanha afirma que plebiscito na Catalunha foi 'irresponsável'

Em pronunciamento à nação, rei da Espanha afirma que plebiscito na Catalunha foi 'irresponsável'

Filipe VI se manifestou a respeito de votação realizada por líderes indepedentistas catalões

O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2017 | 16h40

MADRI - Em pronunciamento na tarde desta terça-feira, 3, o rei da Espanha, Filipe VI, afirmou que o país vive momentos graves para sua vida democrática. Falando diretamente do Palácio da Zarzuela, em Madri, e dois dias depois do plebiscito sobre a independência da Catalunha, ele ressaltou sua intenção de se dirigir "diretamente aos espanhois".

Na fala, o rei acusou os líderes do plebiscito de atuarem "totalmente à margem do direito e da democracia" e de violarem "de forma sistemática as normas aprovadas legal e legitimamente, demonstrando uma desleadade inadmissível em relação aos poderes do Estado". Ele ainda afirmou que as autoridades catalãs dobraram a lei com "conduta irresponsável" e, portanto, cabe ao Estado espanhol garantir a ordem constitucional e o Estado de Direito na região.

+Protestos e greve geral reúnem 700 mil pessoas em Barcelona

Segundo ele, a tentativa de acelerar a independência catalã enfraqueceu a coexistência na região e foi irresponsável. "Podem ter colocado em perigo a estabilidade da Catalunha e de toda a Europa", disse.

O governo espanhol afirmou que vai responder com "todas as medidas necessárias" para controlar a movimentação pela independência e disse estar conversando com líderes da oposição no país para encontrar um consenso multipartidário como resposta. Tal consenso poderia incluir a suspensão da autonomia governamental da região catalã./EFE, AFP e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.