JIM BOURG / POOL / AFP
JIM BOURG / POOL / AFP

Em pronunciamento emotivo, juiz diz que não se retirará de indicação à Suprema Corte

Testemunho de Kavanaugh ocorre poucos minutos depois do depoimento da professora Christine Blasey Ford, que o acusa de tentar estuprá-la

O Estado de S.Paulo

27 Setembro 2018 | 16h56

WASHINGTON - Um desafiante e emotivo  Brett Kavanaugh afirmou aos legisladores nesta quinta-feira, 27, que não se retirará como indicado pelo presidente Donald Trump à Suprema Corte dos Estados Unidos.

"Não serei intimidado a me retirar desse processo", disse Kavanaugh à Comissão de Justiça do Senado. "Eu sou inocente desta acusação" de abuso sexual de décadas atrás, insistiu. 

"Minha família e meu nome foram total e permanentemente destruídos por acusações viciosas e falsas", disse Kavanaugh, lutando contra as lágrimas ao insistir que ele nunca agrediu sexualmente ninguém. 

O testemunho de Kavanaugh ocorreu poucos minutos depois do depoimento da professora Christine Blasey Ford, que acusou Kavanaugh de tentar estuprá-la em uma festa de 1982, quando os dois estavam no ensino médio. / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.