TINO ROMANO/ EFE
TINO ROMANO/ EFE

Em razão da nova cepa do coronavírus, Itália suspende voos vindos do Brasil

Pessoas que tenham passado pelo Brasil nas últimas duas semanas e já estejam em território italiano precisarão se submeter a exames para o novo coronavírus  

Redação, O Estado de S.Paulo

16 de janeiro de 2021 | 14h07
Atualizado 16 de janeiro de 2021 | 14h48

MILÃO - O ministro da Saúde da Itália, Roberto Speranza, assinou neste sábado, 16, uma ordem que proíbe voos do Brasil e a entrada de quem tenha transitado pelo país nos 14 dias anteriores à viagem. Segundo o governo italiano, a medida, válida até o dia 31, é uma resposta  à nova cepa de coronavírus, que teria sido detectada no país e dado origem à explosão de casos no Estado do Amazonas. 

Além disso, Speranza determinou que as pessoas que tenham passado pelo Brasil nas últimas duas semanas e já estejam em território italiano contatem departamentos de prevenção e se submetam a exames para o novo coronavírus.  

"É fundamental que nossos cientistas possam estudar em profundidade a nova variante. Enquanto isso, escolhemos o caminho da máxima prudência", escreveu o ministro no Facebook.

Nos últimos dias, o Reino Unido também já havia proibido os voos provenientes do Brasil por conta da variante do coronavírus em Manaus. Até então, a Itália permitia a entrada de viajantes do Brasil apenas por comprovados motivos de trabalho, saúde, absoluta urgência, estudo ou para retorno ao próprio domícilio de residência, como explicou a agência Ansa/REUTERS e ANSA 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.