Em visita ao Paquistão, líder iraniano sela acordo de gasoduto

O Irã e o Paquistão acertaram nestasegunda-feira todas as questões envolvendo a construção de umgasoduto de 7,6 bilhões de dólares, afirmou o chancelerpaquistanês, durante uma visita a Islamabad do presidenteiraniano, Mahmoud Ahmadinejad. O projeto de enviar gás natural para a Índia e o Paquistãofoi discutido quando Ahmadinejad fez uma parada rápida em solopaquistanês no trajeto de ida para o Sri Lanka. O dirigenteiraniano reuniu-se com os líderes do Paquistão antes de retomarsua viagem. "Uma coisa positiva que resultou do encontro é o fato deambos os lados terem reafirmado que o gasoduto promoverá a paze a amizade entre os dois países", disse o ministro paquistanêsdas Relações Exteriores, Shah Mehmood Qureshi, a repórteres. "E reconheceram que todas as questões principais foramresolvidas e que o presidente iraniano convidará em breve opresidente paquistanês para visitar Teerã, onde o acordo seráassinado." Se tudo correr bem, a construção do gasoduto deve começarno próximo ano. A obra, prevista para terminar em 2012, ligariaa segunda maior reserva de gás natural do mundo com aseconomias em expansão do sul da Ásia. Inicialmente, o gasoduto transportaria 60 milhões de metroscúbicos de gás diariamente para o Paquistão e a Índia (30milhões para cada país), mas sua capacidade poderia serampliada para 150 milhões de metros cúbicos. Durante as negociações de segunda-feira, as autoridadespaquistanesas também propuseram um outro projeto de gasoduto,que levaria o combustível do Irã para a China. Na passagem de apenas algumas horas, Ahmadinejad reuniu-secom o presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, antes deconversar com o primeiro-ministro daquele país, Yousaf RazaGilani, cujo governo tomou posse um mês atrás. A visita do líder iraniano ocorreu pouco depois denegociações entre os ministros do Petróleo do Paquistão e daÍndia. O ministro paquistanês afirmou que alguns detalhes doacordo, tais como taxas de trânsito, poderiam ser finalizadosnos próximos dias. Ahmadinejad deve chegar à Índia na terça-feira. O projeto do gasoduto é discutido há anos, mas ganhou forçadepois de a Índia e o Paquistão terem iniciado um processo depaz, em 2004. (Reportagem adicional de Ranga Sirilal em Colombo)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.