Embaixada calcula que 40 alemães ainda estão no Iraque

A Alemanha decidiu fechar a sede de sua embaixada em Bagdá, em razão do aumento da tensão militar noGolfo Pérsico, informou neste domingo uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores alemão.Segundo a funcionária, a representação alemã na capital iraquiana só deixará de operar quando todos os trâmites para a retirada dos cidadãos alemães que hoje vivem no Iraque foremconcluídos."Não definimos ainda uma data para o encerramento das atividades", ressaltou ela, acrescentando que ainda há naquele país cerca de 40 alemães."Todos foram aconselhados a deixar imediatamente o Iraque", disse a porta-voz, insistindo em que um eventual bombardeio anglo-americano da capital iraquiana constituiria uma séria ameaça à integridade física das pessoas que ali vivem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.