Embaixada dos EUA em Jacarta recebe ameaça da Al-Qaeda

Uma ameaça de bomba contra a embaixada americana em Jacarta nesta quinta-feira, 1, foi transmitida a autoridades através de duas mensagens de texto por telefone celular assinadas por "Al-Qaeda", disseram autoridades locais. "Recebemos um SMS às 11h22 (1h22, horário de Brasília) dizendo, ´Vamos explodir a embaixada dos EUA em Jacarta em 30 minutos. Al-Qaeda"´, disse à Reuters Desab Alkhoili, oficial do Centro de Controle de Tráfego. "Recebemos o mesmo SMS de novo às 11h23". Um porta-voz da embaixada dos EUA confirmou a ameaça, e disse que autoridades da segurança deram uma busca no local e não encontraram nada suspeito. Ele explicou que este foi o segundo incidente do tipo nos últimos dias. Autoridades disseram que o número de telefone do remetente é 628 522 999 2392 - um número pré-pago virtualmente impossível de rastrear. Nenhuma tentativa de entrar em contato com o remetente deu certo. Um fotógrafo no local disse que não havia sinais de que os funcionários da embaixada estariam sendo retirados. Entretanto, indonésios e outros que tentavam um visto para o EUA foram alertados para deixar a área. No mês passado, o complexo do banco central na capital foi esvaziado por várias horas depois de uma ameaça de bomba enviada por mensagem de texto, mas depois os funcionários puderam voltar. Vários ataques a bomba ocorreram em Jacarta e em outras partes do país nos últimos anos, alguns deles trabalho de militantes islâmicos que buscam alvos que tenham laços com o Ocidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.