Embaixada dos EUA na Ásia recebe ameaça de ataque

A embaixada norte-americana em Pequim informou hoje que um grupo islâmico separatista com presença na China teria planejado ataques às representações diplomáticas no Quirguistão. Na última segunda-feira, o vice-secretário de Estado norte-americano, Richard Armitage, advertiu, durante visita a Pequim, que o Movimento Islâmico do Turquestão Oriental (ETIM) foi incluído pela Casa Branca na lista das organizações terroristas. O governo chinês afirmou que dezenas de membros do ETIM, depois de terem sido treinados no Afeganistão durante o regime do Taleban, ingressaram no noroeste da região de Xinjiang, onde grupos muçulmanos lutam pela independência.

Agencia Estado,

30 Agosto 2002 | 17h57

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.