Embaixada dos EUA no Brasil promove campanha e 'tuitaço' pelo 11/9

Missão diplomática quer participação de brasileiros nas homenagens pelos dez anos dos atentados

João Coscelli - estadão.com.br

08 Setembro 2011 | 19h17

ESPECIAL: Dez Anos do 11 de Setembro

 

 

SÃO PAULO - Por ocasião do 10º aniversário dos atentados terroristas de 11 de setembro, a Embaixada dos EUA em Brasília convidou os brasileiros a contar suas histórias de superação para compartilhá-las com os americanos. A missão diplomática ainda pede que os usuários do Twitter enviem mensagens de apoio no domingo, quando os ataques completam uma década.

 

A campanha, intitulada Superação 2011, tem até site próprio e é estrelada pelo embaixador americano em Brasília, Thomas Shannon. No vídeo oficial de divulgação, Shannon aparece contando onde estava quando ocorreram os ataques - na ocasião, ele estava na reunião da Organização dos Estados Americanos (OEA), onde era votada a Carta Democrática Interamericana - e pede que os brasileiros enviem vídeos contando suas histórias de superação.

 

A embaixada ainda convida os brasileiros a participarem de um "tuitaço", o que compreende um grande número de pessoas enviando mensagens simultaneamente pela rede de microblogs com um mesmo assunto ou uma marca específica.

 

Neste caso, o pedido é que a mensagem contenha a tag #superação2011 seja enviada exatamente às 9h42. O horário, adaptado ao fuso de Nova York, corresponde às 8h42, poucos minutos antes do choque do primeiro avião sequestrado pelos terroristas da Al-Qaeda contra a Torre Norte do World Trade Center, dando início aos ataques daquela data.

 

O site da campanha está no ar desde 26 de agosto e permanecerá recebendo mensagens até 30 de setembro. Milhares de internautas já participaram e enviaram seus recados. A embaixada ainda promove eventos menores, como bate-papos com pessoas envolvidas no 11 de Setembro por sua conta no Twitter (@EmbaixadaEUA).

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.