Embaixada francesa na Líbia é atingida por carro-bomba

Um carro-bomba atingiu a embaixada da França em Trípoli nesta terça-feira, ferindo dois guardas franceses e causando sérios danos ao edifício, disse uma fonte de segurança da Líbia.

AE, Agência Estado

23 de abril de 2013 | 05h17

Um correspondente da AFP no local disse que o muro que circunda a propriedade foi destruído e o prédio da embaixada danificado. Dois carros estacionados perto da embaixada também foram destruídos.

O ministro de Relações Exteriores líbio, Mohammed Abdel Aziz, condenou o ataque e o chamou de um "ato terrorista". "Nós condenamos fortemente esse ato, que consideramos como um ato terrorista contra uma nação irmã que apoiou a Líbia durante a revolução" de 2011, que derrubou o regime de Muamar Kadafi, disse Abdel Aziz à AFP no local da explosão.

Os agentes de segurança franceses trabalharão com as autoridades da Líbia para encontrar os responsáveis pelo ataque. "Os serviços do Estado farão de tudo para esclarecer as circunstâncias deste ato odioso e identificar rapidamente os culpados", disse ministro de Relações Exteriores da França, Laurent Fabius, em um comunicado.

O presidente francês, François Hollande, disse em um comunicado separado que o ministério de Relações Exteriores enviará imediatamente um oficial à Líbia para cuidar dos dois guardas feridos. O ataque teve como alvo "todos os países envolvidos na luta contra o terrorismo", disse Hollande. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
LÍBIAFRANÇAVIOLÊNCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.