Embaixada no Iraque é prioridade para os EUA

Intenção é assegurar que cargos sejam ocupados pelos diplomatas mais experientes

Agencia Estado

21 Junho 2007 | 13h10

A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, determinou que postos na embaixada americana no Iraque sejam preenchidos antes do que em qualquer outro país. O objetivo da medida é assegurar que os cargos no Iraque sejam ocupados pelos diplomatas mais experientes e qualificados. Em um comunicado enviado a todas as embaixadas americanas, a secretária disse esperar que um número suficiente de diplomatas se candidate para trabalhar no Iraque. Segundo um correspondente da BBC em Washington, a medida é uma resposta aos temores de que haja falta de pessoas para trabalhar no Iraque, devido a um sentimento contrário à guerra em alguns setores do Departamento de Estado. A embaixada em Bagdá é a maior dos Estados Unidos. No início da semana, o novo embaixador americano no Iraque, Ryan Cocker, disse que a atual missão no país não tinha um número suficiente de funcionários qualificados.

Mais conteúdo sobre:
Iraque EUA Rice

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.