Embaixada procura brasileiros no Haiti

A embaixada do Brasil em Porto Príncipe, capital do Haiti, informou que o sistema de comunicação no país é precário e dificulta o contato por telefone com os brasileiros que vivem lá até para saber se eles desejam ser resgatados de volta ao Brasil. Segundo informações da embaixada, o clima em Porto Príncipe é de tensão, não se vê pessoas nas ruas, os ônibus pararam de circular e o comércio e as indústrias foram fechados. Há 28 brasileiros residentes no Haiti, incluídos os funcionários da embaixada. Cerca de 19 são freiras que prestam serviços humanitários em cidades do interior. Algumas freiras que conseguiram ser localizadas insistem em ficar no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.