Embaixadas dos EUA no Afeganistão e Tailândia alertam sobre possíveis protestos

As embaixadas dos EUA no Afeganistão e na Tailândia fizeram alertas sobre potenciais protestos antiamericanos e violência devido à divulgação de um relatório do Senado que expôs duras técnicas de interrogatório utilizadas pela CIA em suspeitos de terrorismo.

Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2014 | 21h37

Em anúncios idênticos aos americanos nos dois países, as embaixadas disseram que a divulgação do relatório "poderia levar a protestos antiamericanos a e violência contra interesses norte-americanos, incluindo cidadãos do país". As embaixadas pediram que os americanos ficassem alertas e tomassem precauções de segurança adequadas, inclusive evitando manifestações ou situações de confronto.

O Afeganistão e a Tailândia abrigaram duas das instalações secretas onde presos foram interrogados com métodos que o relatório chama de tortura.

Não ficou imediatamente claro se outras embaixadas vão emitir avisos semelhantes. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
EUAAfeganistãoTailândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.