Embaixadas são esvaziadas na Venezuela após alarme falso

As embaixadas britânica e alemã em Caracas foram esvaziadas por horas nesta segunda-feira depois de uma falsa ameaça de bomba na representação britânica, informaram autoridades. Outros escritórios no prédio em que as duas embaixadas se localizam, incluindo os da Reuters, receberam a ordem de serem esvaziados. Depois que a polícia, com cães farejadores, revistou o prédio, o diretor da Polícia de Segurança do Estado (Disip), Henry Rangel, confirmou o falso alarme e disse à TV estatal que a ameaça faz parte de uma campanha com fins "desestabilizadores". A ameaça foi feita por telefone, por um homem com sotaque argentino, disse uma autoridade da segurança do prédio. Segunda-feira marca o 25º aniversário do início da guerra das Malvinas, entre Argentina e Grã-Bretanha. A polícia impediu as pessoas de entrarem no prédio depois que ele foi esvaziado. Mas o tráfego na frente do local foi permitido.Rangel disse aos meios de comunicação que os funcionários sob suas ordens revistaram a sede da embaixada britânica e não encontraram nada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.