Embaixador colombiano renuncia em protesto contra nomeação de Samper para França

O embaixador da Colômbia nos Estados Unidos, o ex-presidente Andrés Pastrana (1998-2002), renunciou ao cargo, alegando que é moralmente impossível aceitar a nomeação do também ex-presidente Ernesto Samper (1994-1998) para a embaixada na França. Pastrana se reuniu em Bogotá com o atual presidente, Álvaro Uribe, antes de anunciar sua renúncia."Primeiro, consultei minha consciência; depois, o que seria melhor para o país; e depois, o que mais convém ao presidente Uribe" explicou Pastrana.O governo de Uribe anunciou recentemente a nomeação do ex-presidente Samper como embaixador na França. Durante o governo de Samper as relações da Colômbia com os Estados Unidos foram afetadas por acusações que o então governante tinha recebido apoio financeiro do cartel da cocaína de Cali para sua campanha eleitoral.Segundo Pastrana, a nomeação do novo embaixador em Paris mudou "radicalmente a equação da política internacional" colombiana e deixou "sem saída" a sua posição como representante do país em Washington.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.