Mohamed Omar/Efe
Mohamed Omar/Efe

Embaixador de Israel deixa o Egito, diz TV estatal do país

Mais cedo, cerca de 30 manifestantes entraram na Embaixada israelense e jogaram documentos pela janela

estadão.com.br,

09 Setembro 2011 | 21h29

Atualizado às 22h46

 

CAIRO - O Embaixador de Israel no Egito, Yitzhak Levanon, deixou o país na madrugada do sábado, 10 (no horário local, seis horas à frente do horário de Brasília). A informação é da TV estatal do Egito. Segundo funcionários do aeroporto citados pela AFP, Levanon deixou o Egito com escolta e levando "cinco malas".

 

Veja também:

linkJunta militar do Egito declara estado de emergência

linkMultidão invade a Embaixada de Israel no Cairo

 

Mais cedo, um funcionário do aeroporto do Cairo chegou a dizer que Levanon esperava a chegada de um avião militar israelense que o levaria de volta a Israel, junto à família e a funcionários israelenses da embaixada. A agência de notícias estatal do Egito, Mena, chegou a dizer que o avião teria pousado no aeroporto para levar Levanon e os outros israelenses para Tel Aviv.

 

Nesta sexta-feira, a Embaixada de Israel no Egito foi invadida por manifestantes, que jogaram centenas de documentos pelas janelas do primeiro andar do prédio. A polícia egípcia, aparentemente, não conseguiu evitar a invasão, em uma noite de distúrbios que se espalharam pelo Cairo e por Alexandria.

 

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, telefonou para o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, manifestando preocupação com a invasão da Embaixada de Israel no Cairo. Obama também telefonou para a junta militar do Egito e pediu aos governantes do país que protejam a embaixada israelense.

 

Com Efe e Agência Estado

Mais conteúdo sobre:
IsraelEgitoEmbaixadacrise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.