Embaixador diz que Iraque estudará resolução

O embaixador do Iraque junto à ONU, Mohammed al-Douri, disse que o governo de seu país vai estudar o texto da resolução adotada hoje pelo Conselho de Segurança, antes de decidir se a aceita ou não. Em entrevista à Associated Press momentos depois da aprovação da resolução, Al-Douri disse ter sido surpreendido pelo apoio da Síria ao texto proposto pelos EUA, mas ressalvou que não há ressentimentos por causa disso. "Eu não culpo ninguém. Nós respeitamos e entendemos todos os votos", disse o embaixador. Ele acrescentou que também esperava que a Rússia se abstivesse na votação, que foi unânime. Todos os 15 integrantes do Conselho votaram a favor - Bulgária, Camarões, China, Colômbia, EUA, França, Guiné, Ilhas Maurício, Irlanda, México, Noruega, Reino Unido, Rússia, Cingapura, Síria.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.