Embaixador dos EUA diz que missão no Iraque não é irreal

O americano Ryan Crocker assumiu nesta quinta-feira, 29, em Bagdá, a embaixada dos Estados Unidos no Iraque e afirmou que estará no comando "da missão de política externa mais complicada do país".O juramento foi administrado pela funcionária de serviço exterior TinaTran, que serviu com Croker em Islamabad e está em Bagdá desde meados de 2006."Vocês são os heróis deste país, no real sentido da expressão", disse Croker aos empregados iraquianos da embaixada.O antecessor de Croker é Zalmy Khalilzad, de 57 anos. O novo líder da embaixada disse ao primeiro ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, que seu governo "precisa dar todos os passos para unir o país".O novo embaixador não deixou dúvidas de seu comprometimento com a política de Bush no Iraque, que está sob ataque do Congresso americano comandado por democratas."A política de Bush é a correta. Houve progresso e há ainda muito o que se fazer", afirmou Crocker. Depois de listar uma lista de desafios que terá pela frente nos próximos meses, o novo embaixador, Crocker afirmou dizer que não será "impossível" realizar um bom trabalho no Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.