Embaixador é nomeado premiê após rebelião

O embaixador de Burkina Fasso na França, Luc-Adolphe Tiao, foi nomeado primeiro-ministro, no lugar de Tertius Zongo, destituído na sexta-feira, em meio a protestos em todo o país. Tiao, de 56 anos, é formado em jornalismo e foi diretor do jornal estatal Sidwaya. Ele ficará encarregado de formar um novo governo para pôr fim aos diversos protestos, principalmente de soldados e jovens, que há dois meses afetam Burkina Fasso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.