Embaixador russo na Otan diz que não há guerra

O embaixador da Rússia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Dmitri Rogozin, afirmou neste sábado que seu país não está em guerra, mas que não haverá cessar-fogo até que as tropas da Geórgia voltam às posições em que estavam antes da ofensiva na Ossétia do Sul.Rogozin pediu que a Otan se mantenha afastada do conflito "localizado" e disse que a Rússia está lá para proteger seus cidadãos. "Não nos consideramos em estado de guerra. Estamos apenas mantendo a paz e ajudando nossos soldados e a população civil", disse ele. O presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, "não pode imaginar como seria estar em guerra com a Rússia", acrescentou Rogozin.O embaixador deu notícias sobre o confronto para representantes militares da Otan e disse que as tropas russas conquistaram o controle de Tskhinvali, capital da província da Ossétia do Sul. "Não conduzimos nenhuma operação militar (contra a Geórgia) fora da zona de conflito" na Ossétia do Sul, disse Rogozin a jornalistas em sua residência em Bruxelas.A Geórgia tem esperança de tornar-se membro da Otan. Rogozin disse que Moscou espera que a organização mantenha uma postura discreta e acusou o presidente da Geórgia de "internacionalizar" o conflito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.