Embaixador sírio critica encontro em apoio à oposição

O embaixador da Síria na Jordânia, Bahjat Suleiman, denunciou uma reunião de países que apoiam a oposição síria, definindo o encontro como parte da campanha de Israel e dos EUA para destruir o seu país.

Agência Estado

22 de maio de 2013 | 11h48

A Jordânia sedia o encontro "Amigos da Síria" com outros dez países nesta quarta-feira. O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, está participando da reunião, assim como autoridades da Turquia, Emirados Árabes Unidos, Catar, Egito, Reino Unido, França, Alemanha e Itália. O encontro é uma preparação para as conversas internacionais sediadas pela Organização das Nações Unidas (ONU), planejadas para o mês que vem.

Suleiman criticou os países árabes por participarem da reunião, dizendo que eles estão ajudando Washington em sua "agressiva guerra terrorista, juntamente com Israel, para destruir a Síria". As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
SíriaJordâniaoposição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.