Embaixador sírio rebate declaração de colega israelense

Respondendo a declarações do embaixador de Israel perante as Nações Unidas, que disse acreditar que o caminhão-bomba que explodiu contra a sede da ONU em Bagdá na terça-feira veio da Síria, o embaixador assistente sírio na organização ponderou não há qualquer informação em apoio à versão do representante israelense. ?É uma alegação absolutamente maluca?, disse Fayssal Mekdad, cujo país detém no momento a presidência rotativa do Conselho de Segurança. A declaração de Dan Gillerman, o embaixador de Israel, foi a primeira a tentar identificar a origem do caminhão de fabricação russa que, ao chocar-se contra o muro de concreto que cercava o Hotel Canal, onde estava instalada a sede da ONU, provocou a morte de pelo menos 23 pessoas e ferimentos em mais de cem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.