Embaixadora do Equador vai a Quito discutir caso Assange

Fundador do site WikiLeaks está refugiado na embaixada equatoriana desde terça-feira, 19

AE, Agência Estado

23 de junho de 2012 | 14h09

A embaixada do Equador em Londres disse neste sábado, 23, que a embaixadora Anna Alban viajará neste fim de semana a Quito para discutir o pedido de asilo político feito pelo fundador do site WikiLeaks, Julian Assange.

Assange está refugiado na embaixada equatoriana desde terça-feira, 19, quando pediu asilo numa tentativa de escapar de um processo de extradição para a Suécia, onde ele é investigado por ter supostamente abusado sexualmente de duas mulheres.

O presidente do Equador, o esquerdista Rafael Correa, afirmou que seu governo está estudando o pedido de Assange, mas não indicou quando a decisão será tomada.

Na quinta-feira, 21, Assange diz que fez o pedido porque "os equatorianos eram simpáticos a suas lutas". No passado, Assange entrevistou Correa, com quem ele compartilha ceticismo em relação aos Estados Unidos. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EquadorWikileaks

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.