Embaixadora dos EUA diz que evitar a guerra é melhor opção

A embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Donna Hrinak, disse hoje, após uma visita ao presidente do Senado, José Sarney, que a guerra entre seu país e Iraque é "a última opção". "Ainda tem outras opções. Se tiver qualquer possibilidade de evitar a guerra, este é o melhor terreno", afirmou. Em seu encontro com Sarney, Donna disse ter conversado sobre a situação internacional e sobre as relações bilaterais. Ela argumentou que há a possibilidade de se fazer muito dentro de uma parceria entre os dois países. "A situação internacional está num momento muito delicado. Há necessidade de se cumprir as resoluções das Nações Unidas e todo mundo tentar evitar a guerra", disse. Sobre as repercusssões negativas no governo brasileiro à proposta americana para a Alca, a embaixadora afirmou: "estamos numa negociação e o momento de avaliar uma negociação é quando tiver um produto na mesa, para dizer se foi ou não ruim. Estamos na primeira fase, há táticas de negociação que todos conhecemos e temos dois anos para chegar ao produto final. Não é a última palavra dos Estados Unidos nem do Brassil e nem dos 32 países do hemisfério. A coisa não é só entre Brasil e Estados Unidos. Temos responsabilidade como co-presidente nas negociações". Donna lembrou que em Quito foi acordado tratamento especial para as economias menores e menos desenvolvidas, que não têm possibilidade de concorrer com os outros países.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.