Emboscada a comboio deixa 16 mortos no Paquistão

Militantes armados com rifles de assalto mataram 16 pessoas hoje em uma emboscada a um comboio de veículos civis no noroeste do Paquistão, região onde são realizadas várias operações militares contra insurgentes islâmicos.

AE-AP, Agência Estado

17 de julho de 2010 | 15h31

Várias pessoas também ficaram feridas no ataque, ocorrido no vilarejo de Char Khel, na turbulenta região tribal de Kurram. As vítimas estavam viajando em direção a Peshawar, a principal cidade do noroeste do país. Nos últimos três anos, Kurram tem sido palco de vários ataques desse tipo, além de roubos e sequestros.

Militantes islâmicos mantêm atividades na região, mesmo depois de grandes operações militares. Os militares têm como alvo, principalmente, a rede Taleban paquistanesa, que é distinta das facções Taleban afegãs, embora tenha vários objetivos em comum.

Os Estados Unidos têm elogiado o Paquistão pelas operações militares contra grupos insurgentes em seu território. Em parte, porque não quer que o país se torne um santuário para militantes que estão combatendo forças dos EUA e da Otan no vizinho Afeganistão. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
PaquistãoemboscadaTaleban

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.