Emboscada de insurgentes mata 7 soldados no Paquistão

Região é conhecida como refúgio de militantes taleban e da Al-Qaeda

EFE

23 de abril de 2010 | 08h03

ISLAMABAD - Pelo menos sete soldados paquistaneses, incluindo um oficial, morreram hoje e outros 16 ficaram feridos em um ataque insurgente na região tribal paquistanesa do Waziristão do Norte, na fronteira com o Afeganistão, informou o comando militar.

 

O ataque ocorreu na região de Boya, onde um grupo de insurgentes preparou uma emboscada para um comboio militar que fazia patrulha de rotina entre a capital do distrito, Miran Shah, e a área de Datta Khel, segundo um comunicado.

 

No Waziristão do Norte, insurgentes talibãs paquistaneses e afegãos, assim como membros da rede terrorista Al-Qaeda, buscam refúgio.

 

Esta é a única área de conflituosa na fronteira com o

Afeganistão, onde o Exército paquistanês não lançou uma operação anti-taleban nos últimos dois anos.

 

Os EUA pediram a Islamabad que estenda ao Waziristão do Norte a operação que as tropas realizam na vizinha Waziristão do Sul. Mas o comando militar se mostrou reticente até o momento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.